Notícias Creta
Golpistas estragam carro, chamam
”seguradora” e levam R$ 3,3 mil de vítima
Golpe começou no em um hipermercado, onde peça do carro foi desmontada
Idoso, de 73 anos, teve o carro estragado propositalmente por golpistas e perdeu quase R$ 3,5 mil para falso mecânico, no dia 14/07, na Rua Ana América, região central de Campo Grande.
O plano foi tão bem elaborado que consistiu na retirada de uma peça do veículo para parecer que havia apresentado problemas, obrigando ao proprietário a acionar a seguradora e no surgimento do falso funcionário que, supostamente, fez o conserto e cobrou com a desculpa de que o segurado seria ressarcido.
O idoso denunciou o caso à polícia na manhã da ultima quarta-feira (15).
Ele contou que logo que saiu do estacionamento de um hipermercado, localizado na Rua Antônio Maria Coelho, escutou barulho alto como se fosse no motor do veículo, cujo modelo não foi informado pela polícia. Mas como o automóvel não parou, continuou dirigindo e estacionou na Rua Ana América, que fica nas proximidades da Orla Morena.
Momento em que foi abordado por um homem que lhe avisou que vazava óleo do carro. O idoso desceu e confirmou o vazamento.
Mostrando querer ajudar, o homem perguntou se o veículo tinha seguro e se propôs a ligar e chamar o socorro.
A vítima entregou o cartão com o número de telefone ao golpista que, supostamente, fez o telefonema e informou até o nome da peça que precisava ser trocada. Em seguida, disse que um funcionário de empresa terceirizada estava a caminho.
Minutos depois chegou o falso mecânico, que, na verdade, era cúmplice do criminoso. Ele entrou debaixo do carro e simulou ter feito o conserto. Disse que deveria receber R$ 3.750 e que o valor seria devolvido posteriormente pela seguradora.
Apesar de considerar o valor alto, o idoso aceitou fazer o pagamento e foi acompanhado pelo golpista até uma agência bancária, de onde retirou R$ 3.350 e entregou ao falso mecânico.
Em casa, avaliando melhor a situação, percebeu que havia sido vítima de um golpe.
Nenhum suspeito foi preso e no banco há monitoramento de segurança. As imagens poderão colaborar no trabalho de investigação.
Fonte: CQCS - Centro de Qualificação de Corretor de Seguros

Ligue 3045.3840 - Rua Coraci Prates Veiga, 64 - Centro - Viamão - RS